41 políticos receberam grana de empresas da “lista suja”

17mar09

Graças à provocação do jornalista e programador Pedro Valente  e ao trabalho de Marcos Vinícius da Silva e Júlio Biason, descobriu-se que 26 empresas que estão no Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas e Suspensas (CEIS) realizaram doações a 41 políticos durante a campanha eleitoral do ano passado.

As empresas que estão no CEIS, cadastro tornado público pela Controladoria-Geral da União (CGU), foram pegas em malfeitos e por isso não podem fazer negócios com o poder público, entre outras sanções.

Pois bem, essas 26 empresas (seis inidôneas e 20 suspensas) doaram dinheiro para 16 candidatos a prefeito e 25 candidatos a vereador em 2008.

Desse conjunto de políticos aquinhoados com recursos advindos de empresas punidas, 17 foram eleitos: nove prefeitos e oito vereadores.

Eis os nove prefeitos eleitos:

Nome

Partido

Cidade-UF

Montante (R$)

Empresa

Carlos Alberto Richa

PSDB

Curitiba-PR

6.998,00

Joaomed Comercio de Materiais Cirurgicos Lrda

Danozete Gonçalves Ferreira

PMDB

Petrolina de Goiás-GO

26.060,00

Reifasa Comercial Ltda

Diolando Batista dos Santos

PP

Esplanada-BA

10.000,00

Ação Terceirização e Mão de Obrs Ltda

Francisca Shirley Ferreira Targino

PR

Messias Targino-RN

2.500,00

Azuly Participações e Serviços

José Francisco da Rocha Oliveira

PR

Pardinho-SP

2.000,00

Fusco e Carvalho Advogados Associados

Luiz Carlos Caetano

PT

Camaçari-BA

40.000,00

Simoes Filho Serv. e Com. de Auto Peças Ltda

Luiz Lindbergh Farias Filho

PT

Nova Iguaçu-RJ

20.000,00

Planex Engenharia Ltda

Maria Eliane Gadelha Carius

PT

Assis Brasil-AC

2.963,00

Odonto Plus Comercio Ltda.

Marilia Aparecida Campos

PT

Contagem-MG

800,00

Promavi Engenharia Ltda.

 

Estes são os oito vereadores eleitos com parte de recursos provenientes de empresas da “lista suja”:

 

Nome

Partido

Cidade-UF

Montante (R$)

Empresa

Eduardo A. .C. Gatti

PSB

Barueri-SP

1.750,00

Alpha Barueri Com.l Distribuidora Ltda.

João Manoel dos Santos

PTB

Piracicaba-SP

710,00

Soft Graf Editora e Brindes Ltda

José Police Neto

PSDB

São Paulo-SP

15.000,00

Tecnoworld Comercial Import.e Exp. Ltda

Marco A. C. Barbosa

PSB

Cachoeirinha-RS

350,00

Igel S.A. Embalagems

Nilton Neimar Schio

PMDB

Dom Feliciano-RS

1.769,85

Igel S A Embalagens

Ricardo C. V. de Araujo

PT

Jab. dos Guararapes-PE

959,05

Tecpel Imp. e Dist. de Papeis Ltda

Francisco C. dos S. Garcez

PSDB

Curitiba-PR

16.197,00

Joaomed Comercio de Mat. Cirurg.Lrda

Gean Marques Loureiro

PMDB

Florianópolis-SC

20.000,00

Pauta Equip. e Serv. Ltda

 



9 Responses to “41 políticos receberam grana de empresas da “lista suja””

  1. 1 pedro

    Lembrando a grande responsabilidade de noticiar, relato aqui um resumo da estória do cidadão que arrependeu-se de ter falado mal de um vizinho para toda a cidadezinha. Ao pedir desculpas, teve uma condição dada pelo ofendido: que fosse até uma colina e desmanchasse um travesseiro de penas ao vento. O homem não entendeu, mas atendeu. Ao voltar, recebeu então a missão final: “Agora, vc volta lá e recolhe todas as penas.” Ao responder que seria impossível, ouviu a ponderação: “Ocorre o mesmo com a sua maledicência, eu te desculpo, uma vez que se arrependeu, mas é impossível desfazer todo o mal que me foi feito.”

    • 2 fabianoangelico

      Boa a estória. Ainda bem que não se aplica a este post, já que a expressão “falar mal” significa que se declara coisas sem base objetiva. Aqui, se fez um relato objetivo, com base em dados oficiais.

      • 3 pedro

        Tem um relato não-oficial de que a tal empresa divergiu num contrato de fornecimento e acionou o Estado judicialmente, automaticamente entrando para a relação de empresas suspensas. É preciso urgentemente provar que isso é boato, mentira pura.

  2. 4 Tom

    Fabiano,

    veja o que José Police Neto respondeu para seu adotante: Resposta do Vereador – Doações de campanha.

    Cola?

    []’s!

    • 5 Fabiano Angélico

      Tudo o que ele diz é fato. Realmente, a empresa não estava na lista suja quando o vereador recebeu as doações.
      Porém, as perguntas a serem respondidados passam longe disso. Algumas dessas perguntas são: qual a sua relação com essa empresa? Você tem contato frequente com os diretores da empresa? Como você se aproximou dessa empresa? Ao doar dinheiro para sua campanha, qual a justificativa ela deu ao senhor?
      Convém também dar uma olhada nos projetos de lei apresentados pelo vereador para verificar se alguma proposta dele beneficiaria a tal empresa.

  3. 7 Clovis

    Olá Fabiano
    Sou o padrinho (Adote um Vereador) do vereador José Police Neto, e já tenho as respostas de suas últimas perguntas.
    Visite meu blog.
    Um Abraço

    Clovis

  4. E não perdem a pose.

    • 9 raú mello

      De um jeito ou de outro os políticos dão um jeito de ganhar um dinheirinho extra,nem q seja em diárias né Sr Prefeito Clenio Boeira!!!
      Vc é o que menos poderia estar falando,se não ganhou deste jeito é porque não teve oportunidade,porque de outro jeito vc ganhou!!Fica beneficiando tantas pessoas com o dinheiro público..afinal o pessoal da saúde está comendo bastante lanche hein?!!!Mais ou menos 10.000 reais de lanche por mês sem licitação,vão acabar engordando comendo tanto!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: